ஐயோ!

y u so liddat one 啊?

Socorro! Roubaram a minha língua…

Desde sempre cometo, vez ou outra, alguma gafe por interferência em línguas que eu aprendi. Mas na minha própria língua? Bom, tirando casos de anglicismos e calcos do inglês, que são conscientes e tão numerosos que não vale nem a pena citar, acho que não. Ou pelo menos não até agora…

Alguns exemplos recentes:

Culpa, talvez, de uns poucos anos fora e dos estudos. Culpa, também, de não ser mais a língua que eu mais uso no dia-a-dia. Voltei a morar com os meus pais, mas num dia comum dificilmente falo mais que alguns minutos com a minha família.

Socorro! Roubaram a minha língua… Ou sou eu mesmo que não ando dando a devida importância pra ela. É aquela coisa de take it for granted: não escrevo, não leio, não ouço e não falo; também não me esforço pra falar e escrever bem.

Vou fazer algo a respeito? Não. Apenas vou assistir e continuar vendo o que acontece…